BananinhaAzul porque um dia perguntei a cor de uma banana á minha filha e ela respondeu azul. Embora também pudesse ter este nome porque a cor azul é repetidamente relacionada com Autismo.
Com este blog passo a fazer uma das coisas que mais gosto de fazer que é escrever e escrevo sobre uma temática em que realmente tenho alguma coisa para dizer... Goste!

segunda-feira, 8 de abril de 2013

Aprender Brincando

Não existe melhor maneira de aprender, do que aprender enquanto se brinca. Por isso mesmo resolvi começar a procurar brincadeiras, próprias para crianças com PEA, para compartilhar com os pais.
Hoje deixo-lhe dois jogos:


"O Jogo da Rota"

É uma "rota" lúdica, onde a pessoa vai-se deslocando entre vários lugares e fazendo coisas diferentes.
As crianças autistas por vezes, criam essas rotas, quando deambulam pela casa, sem contudo atribuirem significado a isso e sem fazerem nada de interessante.
Nestes jogos, pode tentar usar esse interesse da criança em deambular para tornar esses movimentos mais sociais, intencionais e produtivos.
A maioria das crianças aprende fácilmente o jogo da "apanhada", mas por não ser um jogo muito seguro, podem bater nos móveis ou com a cabeça em algum sítio, não vou falar nele.
 Pode dar-lhe ordens simples, como - "anda cá" e esperar que ele corra para si, quando ele obedecer, agarre-o e gire-o no ar. É mais fácil ensinar se, conseguir a ajuda de outro adulto para jogar com o seu filho. O outro adulto pode segurar-lhe a mão e fazê-lo correr para si, demonstrando-lhe desta forma o que ele tem que fazer.

Outro jogo que pode fazer, melhor com a companhia de um segundo adulto é: segurarem as mãos da criança, cada um de seu lado e correr e atirar-se para cima de um grande puf ou até para um colchão.



 

Jogo do Piggy

Juro que não sei, o porquê deste nome, mas é básicamente o transporte do seu filho escarrapachado em cima da anca. Apesar das pernas curtas vai-se conseguir segurar a si.
Desta forma ele vai fazer exactamente, as mesmas deslocações que a/o  mãe/pai.
Possivelmente o seu filho é daquelas crianças que pareçem estar sempre distraidas e apesar dos seus esforças não consegue que ele tome atenção, este é um bom jogo. Com isto consegue maior disponibilidade para aprendizagem social e aprendizagem da língua.
Se a sua criança for não verbal, ao colocar a criança nas ancas vá-lhe dizendo o que está a fazer. Ex: andar, andar rápido, virar-se, para cima, para baixo, dançar.
Se a sua criança for verbal, deixe que seja ela a decidir o que vai fazer. A criança dá a ordem e você executa-a.
É um jogo de movimento divertido, indicado para os mais pequeninos e pouco pesados.

 

Sem comentários:

Enviar um comentário