BananinhaAzul porque um dia perguntei a cor de uma banana á minha filha e ela respondeu azul. Embora também pudesse ter este nome porque a cor azul é repetidamente relacionada com Autismo.
Com este blog passo a fazer uma das coisas que mais gosto de fazer que é escrever e escrevo sobre uma temática em que realmente tenho alguma coisa para dizer... Goste!

segunda-feira, 27 de maio de 2013

Meninas Autistas vs Meninos Autistas

Existem várias diferenças entre os dois géneros, femenino e masculino, no que diz respeito ao autismo. Contudo são os rapazes os mais estudados, em detrimento do sexo femenino. Isso deve-se especialmente ao facto de existir um maior número de portadores do espectro do autismo masculinos, que são diagnosticados em número 5 vezes superior às meninas.
Na realidade, meninas com autismo de alto funcionamento podem ficar sem diagnóstico, se o médico não for experiente a fazer diagnósticos. Isto porque, as meninas têm melhores habilidades sociais. O espectro pode ser confundido com timidez, ansiedade ou até outras perturbações.
Não há actualmente nenhuma explicação ciêntifica para este desequilíbrio.
Outra diferença entre as meninas e os meninos, é que as meninas têm
menos comportamentos repetitivos, como balançar-se ou girar e também têm menos sensibilidade sensorial.
Os investigadores pareçem estar de acordo quando afirmam que, algo está a proteger as meninas de desenvolver transtornos do desenvolvimento.
Segundo o doutor Peter Szatmani, professor e chefe da divisão de Psiquiatria e Neurociências comportamental da Universidade de McMaster, isso pode aconteçer devido, aos níveis de hormónio no utero, fatores genéticos que transformam os genes de forma mais susceptivel durante o desenvolvimento, ou pelo facto das meninas terem mais habilidades sociais. Quem também defendeu esta tese foi Stephen Sanders investigador da Universidade de Yale, no Congresso Internacional de Pesquisa sobre Autismo que aconteçeu no incío do mês em San Sebastian em Espanha. O investigador referiu ainda que apesar das evidências de que apesar de ser a mesma perturbação a maneira em como as crianças processam a informação, é feitra de maneira diferente entre os géneros, pelo que leva a resultados diferentes.

É uma área que precisa de mais estudos, porque há indicios contraditórios.
Neste encontro, foi realçada outra diferença entre os dois sexos.Os investigadores mostraram que quando os meninos olham menos para os olhos de outras pessoas, têm mais dificuldades sociais, ao contrário de meninas que quanto mais olham para os olhos de outras pessoas mais dificuldades têm.
Segundo os especialistas, as meninas tendem a misturar-se mais com os pares, pelo que diminui as possibilidades de bulling. No entanto há outro estudo que está a decorrer  que diz que meninas com mais de 10 anos não têm amizades, enquanto os rapazes têm.

As diferentes teorias, só revelam que há ainda um longo caminho a percorrer para se chegar a conclusões sérias, sobre as diferenças entre os dois géneros e são fundamentais tanto para o diagnóstico como para o tratamento.

 

Sem comentários:

Enviar um comentário