BananinhaAzul porque um dia perguntei a cor de uma banana á minha filha e ela respondeu azul. Embora também pudesse ter este nome porque a cor azul é repetidamente relacionada com Autismo.
Com este blog passo a fazer uma das coisas que mais gosto de fazer que é escrever e escrevo sobre uma temática em que realmente tenho alguma coisa para dizer... Goste!

segunda-feira, 8 de julho de 2013

Hipermeabilidade Intestinal no Autismo


Estudos realizados em autistas têm demonstrado uma grande frequência de alterações da permeabilidade intestinal.
A parede do intestino é composta por  um pequeno número de células em camadas espessas, tendo como função de absorver nutriente eficientemente, agindo também, como uma barreira para impedir que outras substâncias do conteúdo intestinal, possam entrar na circulação sanguínea.
Uma alteração na parede do intestino, geralmente provoca aumento da permeabilidade intestinal, causando deficiências nutricionais. Eles podem ser devidos a alergias ou intolerância alimentar, quadros de infecção, sobrecrescimento da Cândida, parasitas, xenobióticos, substâncias tóxicas e drogas de efeito oxidante ou inflamatório. Uma grande variedade de agentes agressores pode aumentar a permeabilidade desta camada.
O tratamento à permeabilidade intestinal deve ser a primeira etapa do Prótocolo DAN ( Defeat Autism Now - Derrote o Autismo Já ), que é a base do Tratamento Biomédico.

Eu tenho algumas reservas quanto à dieta de SGSCSS (por ser imensamente restritiva), que é o passo seguinte do Prótocolo Dan e por isso até agora não me tinha debruçado muito sobre o assunto, mas há pouco tempo, impressionada com o trabalho de uma associação de Porto Rico, que já recuperou várias crianças, resolvi fazer os testes de permeabilidade à Bruna.
Hoje encontrei no grupo do Facebook " Tratamento do Autismo", um teste de pontos do Centro Brasileiro de Nutrição Funcional, partilhado pela especialista em DAN Jaqueline Araujo, que vou reproduzir aqui:

 


 
0- Sintoma Ausente ou Raramente Presente
1- Sintoma Leve / Ocasional
2- Sintoma Moderado Frequente
3- Sintoma Severo/ Muito Frequente

  1. Diarreia e/ou constipação 0-1-2-3
  2. Dor ou distenção abdominal 0-1-2-3
  3. Muco ou sangue nas fezes 0-1-2-3
  4. Dor ou inchaço nas articulações, ou artrite 0-1-2-3
  5. Fadiga frequente ou crônica 0-1-2-3
  6. Alergias, intolerâncias e sensibilidades alimentares 0-1-2-3
  7. Congestão nasal ou dos seios nasais 0-1-2-3
  8. Asma ou alergia nas vias aéreas 0-1-2-3
  9. Eczema ou urticária 0-1-2-3
  10. Confusão, má memória ou alterações de humor 0-1-2-3
  11. Inflamações Frequentes ou Crónicas 0-1-2-3
  12. Uso de Anti-inflamatório 0-1-2-3
  13. História de uso de antibióticos 0-1-2-3
  14. Consumo de alcóol frequente ou o seu uso lhe faz mal 0-1-2-3
  15. Recolite ulcerativa, Doença de Crohn ou Doença Celíaca 0-1-2-3


1-5 Pontos - Tratamento da Hipermeabilidade Intestinal provávelmente com baixa prioridade.
6-10 Pontos- Provávelmente trata-se de um paciente com leve hipermeabilidade intestinal.
7-19 Pontos- Tratamento da Hipermeabilidade Intestinal, deve ter prioridade moderada neste paciente.
>20- Tratamento da Hipermeabilidade Intestinal deve ter alta prioridade neste paciente.

Para quem estiver interessado no Tratamento Biomédico, dia 12 de Julho pode ter uma consulta on-line com a especialista brasileira, Jaqueline Araujo, obtenha mais informação aqui.
Em Portugal a especialista neste Prótocolo que tenho conhecimento é a Dra. Daniela Seabra, pode entrar em contacto com ela através do seguinte grupo Dieta Sem Caseina, Sem Glúten e sem Lactose- Portugal.

O meu resultado foi -Tratamento da Hipermeabilidade Intestinal, deve ter prioridade moderada neste paciente. E o seu resultado? Qual foi???


 

Sem comentários:

Enviar um comentário