BananinhaAzul porque um dia perguntei a cor de uma banana á minha filha e ela respondeu azul. Embora também pudesse ter este nome porque a cor azul é repetidamente relacionada com Autismo.
Com este blog passo a fazer uma das coisas que mais gosto de fazer que é escrever e escrevo sobre uma temática em que realmente tenho alguma coisa para dizer... Goste!

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

"O Cérebro Desconhecido" Hélion Póvoa

  A sugestão de hoje é o livro " O Cérebro Desconhecido" Do Dr. Hélion Póvoa.
Eu ainda não li, mas foi-me sugerido, por uma mãe especial, que me disse que é muito bom e esclarecedor, pelo que fiquei bastante curiosa. Como toda a gente sabe há teorias quue relacionam Autismo com problemas intestinais, e era sobre isso que conversava com a mãe Carla Dessibourg, quando ela me falou deste livro. Obrigada Carla, pela dica...



Eis, o que encontrei sobre o livro na internet, " Teorias científicas acreditam que o homem, durante o seu longo processo de evolução, desenvolveu dois cérebros - um na cabeça (que lhe permitia encontrar meios de sobrevivência e garantir a reprodução da espécie) e o intestino, que ficaria responsável pelos processos vitais de digerir e absorver alimentos. Neste livro, o Dr. Hélion Póvoa ensina, como o sistema gástrico afeta nossas emoções, regula nossa imunidade e funciona como um órgão inteligente."

E mais isto :

" Se você está procurando uma fonte de felicidade e de saúde, experimente cuidar mais atentamente de seu sistema gastrintestinal. Pois é, o intestino - no qual prestamos a máxima atenção somente quando cuidamos de bebês - produz nada menos que 90 % da substância responsável pela nossa sensação de bem- estar, a serotonina. E como não há felicidade sem saúde, o intestino concentra, também, 80% do potencial de imunidade do corpo humano, além de ser grande produtor de hormônio de crescimento, um verdadeiro coringa no combate aos sintomas do envelhecimento.
Neste livro, Dr. Helion Póvoa revela as incríveis potencialidades terapêuticas desse órgão, cuja importância vem sendo resgatada pelos médicos, nas últimas décadas.
Desde o século 19, o intestino é reconhecido como órgão autônomo, capaz de executar funções independentemente de estar conectado ao sistema nervoso central. É o intestino que seleciona, entre o que comemos, o que é ou não útil. Alguns fatores, porém, como uso de antibióticos, podem tornar a mucosa intestinal mais permeável, absorvendo elementos prejudiciais à saúde, como os radicais livres. O sistema gastrintestinal é o local onde mais se produz radicais livres - até porque tudo o que comemos vai parar neste órgão. Alergias, diabetes, câncer e doenças cardiovasculares também estão associados a perturbações na dinâmica das enzimas, hormônios e neurotransmissores que atuam no sistema gastrintestinal. Se algo vai mal com o intestino - como uma prisão de ventre -, as chances de efeitos colaterais são grandes."


Está curiosa??? Eu estou !!!

 

Sem comentários:

Enviar um comentário