BananinhaAzul porque um dia perguntei a cor de uma banana á minha filha e ela respondeu azul. Embora também pudesse ter este nome porque a cor azul é repetidamente relacionada com Autismo.
Com este blog passo a fazer uma das coisas que mais gosto de fazer que é escrever e escrevo sobre uma temática em que realmente tenho alguma coisa para dizer... Goste!

sexta-feira, 31 de maio de 2013

" Gilbert Grape, Aprendiz de Sonhador"


Mais um filme que gostei de ver, engraçado e com 2 actores muito conhecidos, Leonardo DiCaprio e Johny Depp, é concerteza uma boa sugestão para ver neste fim de semana.






Gilbert é um rapaz de uma pequena cidade, que é o suporte da sua família. Ele cuida do seu irmão autista Arnie e da mãe que tem um problema de obesidade.
Tudo decorre normalmente, até que apareçe Becky e Gilbert apaixona-se.
Ele vai ter que saber lidar com uma família problemática ao mesmo tempo que conheçe Becky.



Clique neste link para o blog  Reviu Filmes Online, onde pode assistir ao filme.

quarta-feira, 29 de maio de 2013

Crianças Autistas, Obras em Progresso

 Hoje uma amiga disse-me que o seu filho autista tem uma lesão cerebral, pelo que achei perfeito hoje falar de Plasticidade Cerebral e da reabilitação cognitiva de lesões cerebrais de crianças e do tratamento de perturbações do desenvolvimento cognitivo infanto-juvenil, como é o caso de autismo.
O cérebro é cada vez mais objecto de estudo e muito se fala dele. O conhecimento, sobre ele cada vez é maior e isso ajuda a uma melhor compreensão de um vasto leque de problemas e ofereçe também algumas respostas.
Segundo a Wikipédia
Plasticidade Cerebral ou "Neuroplasticidade  (também conhecido como remapeamento cortical) refere-se a capacidade do cérebro de modificar sua estrutura e função, em decorrência de experiencias como, um trauma ou lesão, devido o cérebro ser "plástico" e "maleável". A descoberta dessa característica do cérebro é bastante recente e desafia a crença anterior entre os cientistas de que o cérebro não muda após a infância", ou seja, é a capacidade que o cérebro tem de se remodelar em função das experiências do sujeito, reformulando as sinapses em função das necessidades e dos diversos factores do meio ambiente. Assim, mesmo que uma área do cérebro esteja lesionada, o próprio cérebro reorganiza-se e responde ao que lhe é pedido através de outra zona do cérebro.
 A melhor metáfora que posso encontrar é de uma estrada com um buraco, nós vamos construir pontes para atingir a meta, assim é com o cérebro.
 A neuroplasticidade é o que nos permite aprender, memorizar e adaptar através da nossa experiência com o mundo a nossa volta.Através de prática de exercícios mentais e um estilo de vida saudável, as crianças  tem mais chance de aprender e desenvolver a cognição, mas para isso precisam de treino.
O treino Cognitivo pode ser feito de diversas formas, nomeadamente através de sistemas computadorizados como é o caso dos Ipads cada vez mais utilizados, por crianças autistas.
Qualquer que seja o suporte utilizado para o treino, há algumas dicas que são essenciais para um bom resultado.


  • Movimento com atenção Tenha sempre atenção aos movimentos.
  • Calma Ter sempre muita calma ao trabalhar com a criança
  • Variação Oferecer hipótese de fazer coisas diferentes de forma a ter um mior leque de experiências. É através das experiências que meninos autistas aprendem.
  • Subtileza Seja subtil na forma de ensinar.
  • Entusiasmo Mostre-se muito entusiasmado com o que está a fazer, assim vai contagiar a criança com entusiasmo.
  • Metas Flexiveis Não queira entrar em desespero porque não conseguio atingir as suas metas, seja flexivel.
  • Ritmo da criança Cada criança tem o seu próprio ritmo biológico, para obter bons resultados tem de o respeitar.
  • Imaginação Seja imaginativo e prenda a atenção do seu filho.
  • Consciência Tenha sempre em vista o objectivo que quer atingir.
 Outra dica importante é Amor, o amor é a base de tudo.


Tendo em conta o significado da plasticidade cerebral, o melhor que posso dizer é mesmo que os nossos meninos são "obras em progresso"...
 

terça-feira, 28 de maio de 2013

Esta Semana

Terça feira

O Facebook está no centro de uma nova polémica. Mães de autistas estão indignadas porque a rede social suspendeu algumas contas de pessoas que partilharam uma foto de crianças com cartazes onde se opunham ao uso de pesticidas, dizendo " Biopesticidas = Autismo". O facebok considerou as fotos abusivas.
Pode ler a notícia completa aqui.


Quarta feira
The AutistiX é o nome de uma banda muito especial, constituida por 3 adolescentes autistas.Com musicas autobiográficas, a banda vai agora fazer a sua primeira tourné em Espanha.
Pode ler a  reportagem aqui.



Sexta feira
Segundo um novo estudo, as habilidades linguísticas, cognitivas e adaptativas de crianças no espectro do autismo, podem ser previstas através de um marcador do cérebro à idade dos 2 anos. Este estudo está entre os primeiros a demonstrar que um marcador de cérebro pode prever futuras habilidades em crianças com autismo.
Pode ler a notícia completa aqui.

segunda-feira, 27 de maio de 2013

Meninas Autistas vs Meninos Autistas

Existem várias diferenças entre os dois géneros, femenino e masculino, no que diz respeito ao autismo. Contudo são os rapazes os mais estudados, em detrimento do sexo femenino. Isso deve-se especialmente ao facto de existir um maior número de portadores do espectro do autismo masculinos, que são diagnosticados em número 5 vezes superior às meninas.
Na realidade, meninas com autismo de alto funcionamento podem ficar sem diagnóstico, se o médico não for experiente a fazer diagnósticos. Isto porque, as meninas têm melhores habilidades sociais. O espectro pode ser confundido com timidez, ansiedade ou até outras perturbações.
Não há actualmente nenhuma explicação ciêntifica para este desequilíbrio.
Outra diferença entre as meninas e os meninos, é que as meninas têm
menos comportamentos repetitivos, como balançar-se ou girar e também têm menos sensibilidade sensorial.
Os investigadores pareçem estar de acordo quando afirmam que, algo está a proteger as meninas de desenvolver transtornos do desenvolvimento.
Segundo o doutor Peter Szatmani, professor e chefe da divisão de Psiquiatria e Neurociências comportamental da Universidade de McMaster, isso pode aconteçer devido, aos níveis de hormónio no utero, fatores genéticos que transformam os genes de forma mais susceptivel durante o desenvolvimento, ou pelo facto das meninas terem mais habilidades sociais. Quem também defendeu esta tese foi Stephen Sanders investigador da Universidade de Yale, no Congresso Internacional de Pesquisa sobre Autismo que aconteçeu no incío do mês em San Sebastian em Espanha. O investigador referiu ainda que apesar das evidências de que apesar de ser a mesma perturbação a maneira em como as crianças processam a informação, é feitra de maneira diferente entre os géneros, pelo que leva a resultados diferentes.

É uma área que precisa de mais estudos, porque há indicios contraditórios.
Neste encontro, foi realçada outra diferença entre os dois sexos.Os investigadores mostraram que quando os meninos olham menos para os olhos de outras pessoas, têm mais dificuldades sociais, ao contrário de meninas que quanto mais olham para os olhos de outras pessoas mais dificuldades têm.
Segundo os especialistas, as meninas tendem a misturar-se mais com os pares, pelo que diminui as possibilidades de bulling. No entanto há outro estudo que está a decorrer  que diz que meninas com mais de 10 anos não têm amizades, enquanto os rapazes têm.

As diferentes teorias, só revelam que há ainda um longo caminho a percorrer para se chegar a conclusões sérias, sobre as diferenças entre os dois géneros e são fundamentais tanto para o diagnóstico como para o tratamento.

 

sexta-feira, 24 de maio de 2013

Esta Semana

Segunda feira

A notícia já é da semana passada, mas mereçe destaque.
Foi descoberta, uma associação entre epilepsia e autismo, em adultos. Um novo estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Bath no Reino Unido, indica que adultos com epilepsia são mais propensos a ter traços de autismo e sindrome de Asperger. Esta ligação era desconhecida até à realização deste estudo. Pode ler a notícia completa aqui
 
Terça feira
 
Esta terça feira, foi anunciado pela SAP, uma multinacional alemã de tecnologia, o interesse em contratar centenas de pessoas portadoras de autismo, nos próximos anos. A programação e testes de software vai ser o trabalho oferecido pela empresa que espera obter vantagem competitiva, com estas contratações.
Leia a notícia completa aqui.
 
Sexta feira
 
Segundo investigadores da Universidade de Irvine, as crianças com autismo apresentaram melhora significativa após seis meses de exercícios sensoriais simples em casa usando utensilios de uso diário, tais como perfumes, colheres e esponjas.
Os investigadores, descobriram que um tratamento conhecido como enriquecimento ambiental levou a ganhos notáveis ​​em indivíduos do sexo masculino com idades entre 3 e 12 anos.
Leia a notícia completa aqui.

"Molly: Experimentando a Vida"

Esta sexta feira, a sugestão vai para o filme Molly: Experimentando a vida .
Excelente filme, gostei muito!

                                                         
 Molly, é uma jovem autista que sai do internamento e fica sob os cuidados de seu irmão. Ele permite que a irmã inicie um tratamento experimental. Molly transforma-se num gênio, com inteligência superior, para a surpresa de Buck. Mas esse progresso acaba sendo relativo, já que Molly não se livra completamente da sua extrema concentração autista. Buck e sua irmã enfrentam agora outro grande desafio...

Pode ver o filme no link...                                                                                     

sábado, 18 de maio de 2013

Esta Semana

Segunda feira

É uma inovação. Nos Estados Unidos da América foi criado um casaco especial para crianças autistas. No seu interior tem bolsas de ar, que enchem quando os pais activam o sistema a longa distância, imitando assim um abraço. O sistema baseia-se no pressuposto que a pressão dos abraços acalma crianças em crise. Leia a notícia aqui.

Quarta feira

Novo estudo realizado pela Universidade de Durham revela que a inteligência humana não pode ser explicada pelo tamanho do lobo frontal do cérebro. O estudo vem contrariar o que se sabia até agora e mostra que áreas como o cerebelo são igualmente importantes para a cognição humana e distúrbios, tais como autismo e  dislexia. O estudo foi publicado na revista " Procedings" ,  a notícia completa, pode ler  aqui..


Quinta feira

Esta quinta feira foi conhecido o resultado de um inquérito feito nos Estados Unidos pela autoridade federal de saude pública, segundo o qual, até 20% dos menores americanos sofrem disturbios mentais.
Pode ler a notícia completa aqui.


Sexta feira

Nos Estados Unidos, o Guia dos Transtornos Mentais foi actualizado. Os critérios para diagnosticar alguns transtornos mudaram. Segundo a edição desta sexta feira do Washington Post,  a definição do Transtorno de Hiperactividade de Défice de Atenção está  a ser alargada, ou seja, a doença pode ser diagnosticada em mais crianças No caso do autismo, aconteçe o oposto.
É com esta guia que médicos psiquiatras e profissionais da saude mental utilizam para diagnosticar os doentes.
Pode ler a notícia completa aqui.


Esta semana fica marcada, pelo desaparecimento no passado domingo e posterior descoberta do corpo de uma menina autista de 9 anos, na América. Foi encontrada, na quarta feira de manhã, no fundo de um lago, perto do sitio de onde desapareceu e onde brincava com o seu irmão, o quintal da sua casa de férias.

De acordo com um estudo realizado pela American Academy of Pediatrics, quase metade de todas as crianças com autismo vai fugir uma vez antes dos 17 anos, segundo este estudo muitos serão encontrados mortos.
Em 2012, 195 crianças autistas desapareceram, segundo a Associação Nacional de Autismo, que só acompanha os desaparecimentos reportados pelos média.
 

sexta-feira, 17 de maio de 2013

" O meu nome é Khan"

O meu nome é Khan é a sugestão de hoje.
É um dos melhores filmes indianos que vi até ao momento. Muito comovente, tem a capacidade de nos arrancar sorrisos e lágrimas. Transporta-nos por vários sentimentos, numa trama que é bastante envolvente.


                                                                                  


O filme conta a história da vida de Rizwan Khan um muçulmano asperger na América.
Tudo corre bem até que se dá o 11 de setembro e Khan é detido quando as autoridades suspeitam que os seus estranhos comportamentos são comportamentos de terrorista. Khan trava uma luta para encontrar o presidente dos EUA para provar que não é terrorista.

Para vêr o filme siga o link, no primeiro parágrafo...

sábado, 11 de maio de 2013

Esta semana



Terça feira
Novos estudos revelam diferenças significativas entre crianças autistas do sexo femenino e do sexo masculino. As revelações foram feitas na semana passada na 12ª Conferência Internacional de Pesquisa sobre Autismo que decorreu em San Sebastian, Espanha, onde estiveram reunidos cerca de 1500 pesquisadores de 40 paises. Pode lêr a notícia aqui.

 Quarta feira
Crianças com autismo vêem o movimento duas vezes mais rápido que as outras crianças da sua idade. Os investigadores ,esperam agora , que a nova descoberta ofereça pistas para a causa fundamental do transtorno do desenvolvimento. Pode lêr a motícia completa aqui.

Quinta feira
Esta quinta feira ficou a ser conhecido um ensaio fotográfico, que um pai fez, de um menino autista.
Imagens únicas que revelam um mundo diferente. Pode ver as fotos aqui.

Sexta feira
Um estudo feito na Suécia em 1600 crianças autistas, cujas mães tomaram antidepressivos durante a gravidez mostram um aumento da incidência de autismo neste grupo relativamente ao grupo de controlo. O estudo foi revelado no Jornal Britãnico de Medicina.
Leia a notícia completa aqui.

Esta sexta feira, ficou a ser conhecida a história de Jacob um adolescente de 14 anos americano que foi diagnosticado aos 2 anos, autista. Jacob está a preparar a sua tese de Phd em sistemas quânticos.e pode vir a ser Prémio Nóbel.  Pode ler a notícia completa aqui.

Sábado
Este fim de semana é apresentado na Feira Segurex- Salão Internacional de Protecção e Segurança, que está a decorrer em Lisboa na FIL, o Cartão de Emergência.
Trata-se de um cartão, com informações médicas, que se coloca nas cadeirinhas de transporte de crianças, informações como: grupo sanguíneo, medicação, alergias, contactos. Este cartão foi criado a pensar na falta de comunicação de crianças autistas em situações de emergência em que o acompanhante desta não pode comunicar as informações, por si próprio.
 

sexta-feira, 10 de maio de 2013

" Um Amigo Inesperado"

After Thomas ou Amigo Inesperado em português... é a sugestão que lhe faço hoje. Este filme fez-me, bastante, lembrar de como era a minha filha até aos 5 anos, as "birras", os barulhos que fazia, etc...
Embora não tenha sido o melhor filme que vi sobre autismo, gostei e recomendo, quanto mais não seja, para que os pais vejam e acreditem que por vezes basta um "clique", para que os nossos filhos desenvolvam e melhorem...

O filme, baseado numa história verídica, conta a história de um menino autista de 6 anos o Kile, e da sua família.
O filme revela os problemas que podem afectar a família, numa situação de autismo e fala também dos próprios problemas de comunicação entre os pais e o filho.
O amigo inesperado é um cão, o Thomas que vai fazer com que Kile começe a apresentar notáveis avanços, como brincar, realizar ações rotineiras (ir para a cama, comer, pedir para fazer xixi), conversar e até mesmo desenhar, embora todos os avanços estejam fortemente ligados ao cão, o que ainda deixa os pais um pouco de fora da vida do filho.
Assista o filme no video em baixo...


quarta-feira, 8 de maio de 2013

A E I O U... é tão fácil aprender a lêr...

Quando sonhava em ser mãe, pensava sempre nas coisas que queria ensinar. E quis a vida, que eu fosse mãe de uma criança com necessidades educativas especiais, pelo que para ensinar qualquer coisa que seja, tem que ser de uma forma muito especial. É um verdadeiro desafio!

A Bruna já está quase a fazer 8 anos e eu acho que está na hora de ela aprender a lêr. Embora a professora me tenha dito que é muito cedo, eu decidi, aliás foi minha decisão de Ano Novo, ensinar a Bruna a lêr e pus mãos ao trabalho. Logo no Natal, uma das minhas prendas para ela foi um jogo multimédia com o abecedário e nas primeiras semanas do ano, encomendei num site conhecido um abecedário constítuido por letras maíusculas com cores vivas e magnéticas, que coloquei na porta do frigorífico.
Ora o jogo multimédia não fez lá muito sucesso, mas o magnético tem estado a ser muito útil, tanto, que já sabe as letras vogais e o X, (nem o facto de poucas palavras falar foi impeditivo, eu peço-lhe as letras e ela dá-me e não precisa falar, só idêntificar).
Era minha intenção, que depois de a Bruna saber as vogais, eu passá-se para as diferentes sílabas, mas felizmente encontrei a mãe de um menino autista, que me falou no Método das 28 Palavras, método esse que me contou estar a começar a usar com o filho, e também com o técnico de ABA.

Nunca eu tendo ouvido falar, fui investigar por conta própria.
E é o seguinte, este método baseia-se na aprendizagem feita através de situações concretas, nomeadamente imagens, de 28 palavras. A primeira palavra que é ensinada é a palavra menina e é suposto que se arranje a figura de uma menina e que se desenhe por baixo a palavra em maiusculas e manuscritas. Depois é suposto ensinar a palavra menino e mostrar as diferenças entre as duas (o A e o O). Em seguida deve-se separar as silabas das palavras e faz-se o mesmo com as restantes palavras, ao mesmo tempo que se vai introduzindo pequenas palavras novas.
Este método diz que a aprendizagem faz-se pela palavra num todo, não letra e letra. E quando se mostra a figura com a palavra não se deve fazer referência a sílabas ou letras, mas sim apenas à palavra.
Na minha pesquisa encontrei vários blogues interessantes sobre o método, inclusivamente com fichas de trabalho, de todos destaco o blog : http://salinhadeestudo-turma1a.blogspot.pt/ .

Quando falei com a professsora ao telefone e lhe disse que a Bruna já sabe as vogais, ela respondeu-me " ahhhhh não me diga! ", pois, digo digo . A professora também me disse que me vai enviar as cópias do método para eu tirar fotocópias, pelo que vai ser bastante útil. E eu estou a pensar em comprar um quadro branco para pôr a Bruna a desenhar, por exemplo uma menina e depois eu escrevo a palavra, por baixo até ela aprender...

A escolha de um bom método de ensino é fundamental e eu espero conseguir bons resultados com este.
Para mim ensinar a Bruna a ler o quanto antes, é muito importante , porque através da leitura adquire-se conhecimento. Há até um médico português, o Dr. Miguel Palha, que diz que  algumas crianças, com o diagnóstico de Essence, para aprenderem a falar, devem primeiro, aprender a ler.












 

segunda-feira, 6 de maio de 2013

4 Passos para Criar Bons Jogos

Apresentar jogos novos às crianças especiais, é um desafio. É algo muito difícil e nós os pais destas crianças, temos dificuldade  em o fazer.
Falo por mim, vejo que muitos jogos que posso comprar nas lojas, não são adptados às necessidades da minha filha, pelo que sempre tive necessidade de ser eu a fazê-los. No entanto, sempre tive dificuldades, porque muitas vezes ficáva sem saber, por que ponta devia começar para um novo projecto. Até saber por onde começar, era mesmo um grande problema, problema este que já resolvi.
Fiz um apanhado de dicas, por onde se deve começar para ter uma ideia, e são essas dicas o post de hoje:



Idêntificar as motivações
Faça uma lista, dos principais interesses do seu filho.
-Cartas
-Dinossauros
-Dançar/ Ouvir música
-Tocar instrumentos
-Carrinhos
-Plasticina
-Pintar, etc...

Idêntificar os desafios a trabalhar
Faça uma lista do que quer trabalhar com o seu filho, pode ser o contacto ocular, pode ser ensinar-lhe a fazer perguntas a utilizar palavras como o quem, onde, o quê...jogos de fingir, ou apenas ensinar-lhe a pedir ajuda.



Ideia
Escolha uma motivação e um desafio a trabalhar, tenha uma ideia de como juntar as duas e criar um jogo simples, para o seu filho.É uma boa ideia,pedir ajuda a outro adulto, para a tarefa de criar jogos, já que duas cabeças pensam sempre melhor que uma só...



Recompensa
Neste passo, terá de analisar se o jogo que criou para saber, no final vai trazer satisfação para a criança.
A satisfação e recompensa é o elemento básico, que faz com que jogar valha a pena, para a criança. Se a criança obtiver a recompensa antes de concluir a tarefa, não vai haver motivo para a terminar. Posto isto sem recompensa, provávelmente não vai conseguir cativar o seu filho para a brincadeira.


4 elementos essenciais para uma boa atitude

Entusiasmo

Dê ao seu filho a jogar, jogos que considere divertidos. Se você não os achar divertidos possivelmente o seu filho também não os vai considerar  e não vai querer jogar. Isto porque você vai-se mostrar mais ou menos entusiasmado, conforme a sua opinião. E não há estímulo melhor que o entusiasmo.

Convicção

Quando apresentar um jogo ao seu filho, acredite que ele o vai jogar. Acredite, mesmo que ela já se tenha recusado a jogar outras vezes, ou mesmo que ele nunca tenha feito esse jogo.

Persistência

Não perca a coragem só porque o seu filho já recusou o jogo, isso quer dizer que ele não quer jogar agora, não significa que seja para sempre. Pode sempre voltar a tentar mais tarde, noutro dia, ou até em outra semana


A última brincadeira que inventei para brincar com a Bruna é muito simples e qualquer um pode fazer. Ensinei-lhe as cores assim, comprei um conjunto de letras magnéticas às cores, ponho-as no frigorífico e peço à Bruna para me dar as letras pedindo-as pela cor, e ela dá.
Agora estou a arranjar várias imagens, para fazer o mesmo, para pôr no frigorífico e depois lhas pedir. Estimula a linguagem já que associa imagens à palavra.
São jogos muito simples, a falta de linguagem não impede a Bruna de os jogar.
E fica muito contente porque quando ela acerta eu elogio-a muito, e o elogio para a Bruna é muito importante...

 

sábado, 4 de maio de 2013

Esta Semana

Segunda feira
Um estudo realizado por pesquisadores do Centro de Autismo de Santa Barbara descobriu que a utilização, de jogos que dêem prazer e estimulem o interesse de crianças, com Perturbação do Espectro do Autismo, diminui a gravidade dos sintomas do mesmo. Este estudo baseia-se na utilização de motivação positiva. O estudo revela ainda que, se a utilização dos jogos for bem feita, ainda que só uma hora por semana, ao fim de algumas semanas as crianças já revelam melhorias.
Leia a notícia aqui.

Da Arábia Saudita, uma boa notícia, uma exposição com criações, de crianças autistas. A exposição foi organizada pela Sociedade de Autismo Saudi Arabian com o objetivo de difundir o conhecimento sobre o autismo e, ao mesmo tempo trazer crianças autistas para a vanguarda da sociedade para erradicar os estigmas associados à deficiência. Um número de convidados e personalidades de destaque, incluindo o, gerente-geral do Ministério da Cultura e Informação, visitáram a mostra.
A notícia aqui.


Na terça feira
É uma notícia que altera a visão do autismo. Um pequeno estudo, realizado no Brasil junto de 434 crianças entre as quais 20 autistas revela que, no Teste Ler a Mente Nos Olhos, crianças com PEA não têm dificuldades em atribuir estados mentais e emoções a outros indivíduos.
Leia mais aqui.

Outro estudo, feito pela Centro Médico da Universidade de Columbia em Nova York, revela que não existe ligação entre autismo e a doença de Lyme. Nos ultimos anos, alguns médicos  observáram que muitos dos seus pacientes com autismo têm também a doença de Lyme. A doença de Lyme é uma doença causada por uma bactéria, o motivo da infecção é geralmente a picada de uma carraça (carrapato) infectado.A notícia é do jornal da American Medical Association, reproduzida agora pelo The Scientist.

Quarta feira
Entre quarta e sexta feira decorreu em San Sebastian, Espanha o 12º Congresso Internacional de Pesquisa sobre Autismo, mais de 1500 pesquisadores de 40 paises estiveram reunidos para discutir os vários aspectos da Perturbação. Um dos anúncios feitos foi que a toma de ácido fólico durante a gravidez, um mês antes de se ficar grávida até pelo menos 4 semanas depois, reduz o risco de Autismo. Leia a notícia aqui.

Na Quinta feira
Mais uma conferência, a 7ª Conferência Anual da Universidade de La Salle sobre Autismo, no México. A Dra Temple Gradin foi uma das oradoras principais.
Pode obter mais informação aqui.

Da América chega-nos, esta semana, uma história de amor, entre um menino autista e um cão.
O animal foi resgatado de um abrigo para animais, onde chegou quase à beira da morte. Lutou, recuperou e foi-lhe dado o nome de Xena guerreira. A ligação entre a criança e o cão foi instantânea e ao fim de 2 meses o menino apresentou várias melhoras. Pode lêr toda a história, aqui.

sexta-feira, 3 de maio de 2013

"Uma Viagem Inesperada"

Esta sexta feira, sugiro-lhe o filme " Uma Viagem Inesperada" ou em Americano "Miracle Run" de 2004.
Assisti esta semana e é uma história muito bonita e inspiradora, cheia de pormenores que demonstram bem o que é autismo e as dificuldades que os portadores têm, assim como os problemas que as mães sózinhas enfrentam em situações como estas...afinal de contas, o filme até foi baseado numa história verídica...




Tudo começa quando Corrine uma mãe de dois meninos de 7 anos descobre que os seus filhos gémeos, são autistas.
Conversa com o seu marido, que não está disposto a lidar com o problema e acaba por deixá-lo.
Arranja trabalho, casa e uma ama e recomeça a sua vida, mas mais uma vez a vida troca-lhe as voltas e na escola dos meninos é acusada de maus tratos, isto porque os profissionais da escola não entendem os comportamentos das crianças e a mãe não informou a escola sobre o autismo dos filhos.
Com a ajuda de um professor vai conseguir recuperar aos poucos os meninos.
Com a sua determinação em dar aos filhos uma vida normal, consegue vencer todas as dificuldades que apareçem no seu caminho.












quarta-feira, 1 de maio de 2013

As maravilhas que uma palhinha pode fazer...

Durante a semana passada andei a ouvir as conferências da Telesumit, onde falaram vários especialistas, na área do Autismo. De entre várias participações, uma chamou-me especial atenção.
Foi a intervenção de Mary Robson, uma terapeuta de Handle. O assunto agradou-me bastante.

Crianças com Perturbação do Espectro do Autismo têm no geral dificuldade em manter contato visual, algumas têm dificuldade com a linguagem, algumas são hipersensíveis ao som, e geralmente têm gesto facial limitado. Assisti um video que explicava como melhorar estas capacidades e é a tradução o que se segue:

"Quando se examina a importância da sucção no desenvolvimento humano, vê-se que é
profundamente importante.
A sucção não serve só para sorver o alimento, serve para coisas espantosas.
Utilizamos os dois lados da boca, as bochechas, que estimulam os hemisférios de forma coordenada. Isto facilita a integração dos hemisférios que significa, que as mensagens podem ser partilhadas mais fácilmente entre hemisfério direito e esquerdo.
Precisamos desta integração para processar a linguagem, para contrabalancear os nossos instintos, lógica e muitas outras capacidades que estão comprometidas frequentemente em casos de disfunção neurológica.
Muitos dos nossos nervos cranianos, são estimulados e isso ajuda também, a regular vários aspectos da nossa visão, incluindo a capacidade para os nossos olhos convergirem. Ou seja a visão focar em alguma coisa, isto é importante para lêr ou outras actividades académicas e para estabelecer o contacto visual com os pares."

"A estimulação dos nervos faciais, que cobrem a cara e a área da boca, estimulam directamente as estruturas do ouvido médio, que regula o volume dos sons que ouvimos. Isto é uma ajuda preciosa para aqueles que são hipersensiveis aos sons.
Através da conexão mesencéfalo e do colículo, conseguimos melhorar a nossa forma de nos focarmos nas coisas. Significa que a nossa atenção vai aumentar porque a nossa visão e audição vão estar focadas na mesma coisa.
Na sucção envolvemos a língua e ao controlármos os lábios e a respiração, regulamos a habilidade de falar, com uma boa articulação.
Além de tudo isto, através da sucção trabalhamos os musculo
s da cara, que usamos para a comunicação não verbal. A sucção em início de vida estimula a hormona do crescimento.

É necessária uma palhinha especial, com algumas curvas e água, há muitos tipos de palhinha.
As curvas da palhinha tornam a sucção mais dificil, então, as pessoas que sejam mais sensiveis a nível auditivo, ou que tenham problemas a nível da musculatura facial, podem começar com uma palhinha normal, porque pode chegar a ser penoso chupar uma palhinha que seja contorcida.
E é preferivel água porque é essencial para a função cerebral."


Pondo tudo isto, beber pela palhinha ajuda as pessoas! Para crianças especiais, nomeadamente Autistas, vai melhorar o contacto visual e a línguagem...