BananinhaAzul porque um dia perguntei a cor de uma banana á minha filha e ela respondeu azul. Embora também pudesse ter este nome porque a cor azul é repetidamente relacionada com Autismo.
Com este blog passo a fazer uma das coisas que mais gosto de fazer que é escrever e escrevo sobre uma temática em que realmente tenho alguma coisa para dizer... Goste!

quarta-feira, 26 de junho de 2013

Como Melhorar a Comunicação com Crianças Autistas

Ontem estive a ouvir a gravação de uma apresentação sobre a comunicação com crianças autistas, feita pela Tali Berman´s da Meir Autism, uma associação Israelita. E são os aspectos fundamentais da apresentação que vou partilhar aqui...


Esta especialista, que trabalha com crianças autistas há já algum tempo, diz que todas as crianças têm formas de se comunicar, seja oralmente, com gestos, olhares, etc... existem vários níveis de comunicação. Então, se queremos melhorar a comunicação com a criança teremos de amplificar a comunicação.

Amplificar a Comunicação
   Temos alguns factores a ter em conta:

  • Atitude
Se não acreditar que o seu filho é capaz de comunicar, vai perder todas as tentativas que ele fizer, de o fazer. Tem que ter uma mente aberta e acreditar, que o seu filho comunica.

  • Atenção
Tenha atenção à criança. Observe, oiça, sinta a comunicação. Tire tempo só para a  criança, é impossivel ter atenção ao seu filho se estiver a fazer outras tarefas, como lavar a loiça ou limpar a casa. Feche-se com o seu filho, num quarto, nem que sejam apenas 20 minutos por dia, num trabalho de 1 para 1,isso vai trazer um impacto positivo, na comunicação da criança. E a criança comunica, pode ser apenas com olhares, ou a tapar as orelhas quando ouve muito barulho, mas ela comunica.

  • Sentir o entusiasmo e responder
É frequente as pessoas festejarem com grande euforia, cada palavra, ou cada frase, porque foram ensinadas a fazê-lo por alguns métodos ( tais como o Son Rise). Tali Berman´s, defende que não o devemos fazer, mas sim, dar uma resposta adequada a cada situação. Tali Berman´s nesta apresentação citou a especialista e autora do livro " Kids The Unlimited" e eu passo também a citar: " É importante não bater palmas, ou demonstrar demasiadas expressões, em voz alta, de  excitamento, quando o seu filho tiver feito alguma coisa pela primeira vez, tal como, dar o primeiro passo, ou dizer a primeira palavra. Em vez disso, aconselho aos pais, ficarem em silêncio e sentirem o seu próprio entusiasmo, sentirem as suas próprias emoções. Porquê, isso?
Porque nós queremos que a nossa criança mude e que as mudanças sejam sentidas pela própria criança. Os aplausos e as recompensas externas, vão distrair a criança e promover a desatenção.".
A especialista encoraja os pais a evitar a efusão e desfrutar do sentimento que desperta em si cada tentativa de comunicação do seu filho, depois responda ao seu filho de forma que ele sinta a força da comunicação.
Se ele disser "bo", pode dizer-lhe bolhas e ir fazer bolinhas de sabão, se ele disser água, dê-lhe água a beber. Se ele lhe mostrar um cartão ( dos Pecs, por ex...), agradeça-lhe mostre-lhe que o cartão é importante para si, diga-lhe que sem o cartão não saberia o que ele queria...
Tem que mostrar o poder da comunicação ao seu filho, dê-lhe tempo e espaço deixe-o responder. Não seja daquelas pessoas que fala sem parar, sem dar tempo ao seu filho para responder.



Ter Objectivos

Deve partir da pergunta, Que capacidades tem o meu filho, par atingir determinado objectivo?
A resposta a esta pergunta deve passar por, vários e pequenos objectivos.
Pode ser uma palavra, ou uma frase, etc...
Para isto a criança terá de ter capacidade oral, capacidade de atenção, capacidade de observação, para observar e saber como se fazem determinados sons, ele tem que imitar.
Ensine-o a imitar, até podem fazer exercicios de imitação motores, para ele o aprender a fazer.
Se a criança não souber imitar, não vai conseguir aprender a comunicar.
Com pequenas aquisições, vai conseguir melhorar a comunicação e consequentemente a compreensão e a frequência das crises vai ser menor.
Se, se sente que chegou a um beco e que por mais que tente ensinar o seu filho e ele não aprende, provávelmente o que tem que fazer é criar pequenos objectivos específicos. Assim, deia pequenos passos, para o progresso da criança.
Por ex. se a criança já souber avisar quando tem fome, com uma palavra, ou quando quer detrminado brinquedo, tente sensinar-lhe a criar frases. Para a criança criar frases deve-lhe ensinar a reponder a perguntas. Começamos com perguntas de, o quê, quando ele já dizer perguntas com o quê, deve-lhe ensinar perguntas com, quem, quando, onde, etc...
E deve-lhe depois ensinar a fazer comentários, por ex. quando estiver a comer um bolo, deve ir dizendo " Umh que bolo tão bom"...
Quando a criança conseguir alguma comunicação, vai ganhar confiança. Quando a criança ganhar confiança vai ter mais sucesso. Quando tiver sucesso vai ter mais confiança que leva a mais sucesso.
Mas como é que se fazem perguntas?


Ampla Exposição à Comunicação

Deixe que o seu filho esteja exposto aos objectivos da comunicação.
Faça perguntas, apenas quando a criança esteja motivada.
Ex. Se estiver a fazer bolinhas de sabão, vá repetindo a palavra bolha.
E para os comentários, vá fazendo comentários de forma a que o seu filho, os oiça e aprenda a fazê-los também.


Para finalizar a especialista deixou um conselho: Evitar falar demais, tem que contrabalancear com silêncio, os comentários, as perguntas, etc...
É nessas pausas que vai ocorrer a comunicação do seu filho.



Eu gostei dos conselhos e penso que me vão ser úteis, espero que goste também...
 

Sem comentários:

Enviar um comentário